Avaliação da Susceptibilidade ao Temephos de Populações de Aedes aegypti (Diptera: Culicidae) dos Municípios de Maracaju e Naviraí, MS, Brasil

Ednilson Lopes da Silva, Eduardo José Arruda, Carlos Fernando Salgueirosa Andrade, Magda Freitas Fernandes, Tatiane Zaratini Teixeira, Cinthia Granzotti da Silva Scudeler, Isaias Cabrini

Resumo


Dengue é uma das arboviroses mais importante no mundo atualmente, cuja transmissão se dá pela picada do mosquito Aedes aegypti. O controle do vetor, com produtos biológicos ou químicos, ainda é a principal forma de controle, sendo os inseticidas uma importante ferramenta nos programas de manejo integrado. Porém, esta estratégia encontra-se ameaçada pela seleção de resistência, especialmente aos organofosforados. O objetivo com o presente trabalho foi avaliar o status de susceptibilidade/resistência de populações de Ae. aegypti ao organofosforado Temephos® em dois municípios onde ocorre uso contínuo desse inseticida. Utilizou-se as concentrações diagnóstico 0,008 e 0,012 mg L-1 como preconizado, respectivamente, pela Superintendência de Controle de Endemias do Estado de São Paulo (SUCEN) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Os resultados apresentaram percentual de mortalidade abaixo de 80% nas duas concentrações avaliadas, demonstrando resistência das populações ao inseticida. Este fato aponta para a necessidade de monitoramento da resistência nas populações de Ae. aegypti da região.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/BA.v10.141

Sociedade Entomológica do Brasil