Uso de Pós de Origem Vegetal no Controle de Acanthoscelides obtectus Say (Coleoptera: Bruchidae) em Grãos de Feijoeiro

Edson L. L. Baldin, João Paulo M. Prado, Rafael S. Christovam, Mário H. F. A. Dal Pogetto

Resumo


Avaliou-se o efeito de onze pós de origem vegetal aplicados em grãos de feijão sobre alguns aspectos biológicos de Acanthoscelides obtectus Say. Uma quantidade de 0,3g dos pós misturados a 10g de feijão IAC – Carioca foi colocado no interior de recipientes plásticos com quatro casais do caruncho. A infestação foi mantida por sete dias, quando os insetos foram retirados dos recipientes. Após 25 dias da infestação avaliou-se a oviposição e teve início a contagem de adultos emergidos. Ao término das emergências também foi avaliado o peso seco dos insetos, o peso de grãos consumidos e o período de desenvolvimento (ovo-adulto). Adotou-se o delineamento inteiramente casualizado, com oito repetições. Constatou-se que os pós de Baccharis trimera Less., Mentha pulegium L. e Coriandrum sativum L. reduziram a oviposição de A. obtectus, mas não afetaram o desenvolvimento das larvas do caruncho. Os grãos de feijão impregnados com pó de Leonurus sibiricus L. foram os mais ovipositados. O baixo peso de adultos provenientes de grãos contendo o pó de Azadirachta indica A. Juss. sugere a ocorrência de deterrência na alimentação das larvas de A. obtectus.

Texto completo:

ABSTRACT HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/BA.v4.0.23

Sociedade Entomológica do Brasil