Efeito Pesticida de Ésteres de Sacarose Sobre Calacarus heveae Feres (Acari: Eriophyidae) em Dois Clones de Seringueira

Rodrigo Damasco Daud, Reinaldo José Fazzio Feres, Maurício Boscolo

Resumo


Ésteres de sacarose são biodegradáveis, não poluem o ambiente e não causam danos a saúde, além de apresentarem potencial no controle de pragas. Foi testada a eficiência de uma mistura crua de ésteres de sacarose (sucroésteres) na sobrevivência e oviposição de fêmeas de Calacarus heveae Feres (Acari, Eriophyidae), uma importante praga da seringueira, proveniente de folíolos dos clones GT 1 e RRIM 600. Os ácaros foram mantidos nas arenas de estoque em câmara climatizada a 28 + 0,1C°, com umidade relativa de 80 + 10% e fotoperíodo de 12 h, duas semanas antes dos ensaios. As arenas de teste foram confeccionadas com folíolos cortados, dispostos sobre uma camada de algodão umedecido, no interior de placas de Petri (n = 11). Os ácaros foram transferidos para arenas de teste de mesmo clone das arenas de estoque. Foi avaliada a sobrevivência de fêmeas pulverizadas com sucroésteres nas concentrações de 1, 2, 3 e 4 g/L e o seu efeito na oviposição com as concentrações de 0,5 e 1 g/L. Os ácaros pulverizados com 4 g/L apresentaram mortalidade de cerca de 80%, enquanto os que receberam 1 g/L em torno de 60%. Todos os indivíduos mortos pelo produto apresentaram murchamento do corpo e escurecimento do tegumento, como possível causa da dessecação sofrida. Foi também verificada a eficiência da concentração de 1 g/L na redução da oviposição em torno de 50%, no terceiro dia após a pulverização. Não foram observadas diferenças na mortalidade e oviposição entre as fêmeas mantidas em ambos os clones estudados.

Texto completo:

ABSTRACT PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/BA.v7.0.28

Sociedade Entomológica do Brasil