Eficiência de Inseticidas no Controle de Mahanarva fimbriolata (Stål) (Hemiptera: Cercopidae) e seus Efeitos sobre a Qualidade e Produtividade da Cana-de-Açúcar

Leila Dinardo-Miranda, João Pivetta, Juliano Fracasso

Resumo


Com o objetivo de avaliar a eficiência alguns inseticidas no controle da cigarrinha-das-raízes, Mahanarva fimbriolata (Stål), e os seus efeitos na qualidade e produtividade da cana-de-açúcar, foram conduzidos dois experimentos, em condições de campo, nos quais foram aplicados os inseticidas imidacloprido nas doses de 480, 720 ou 960 g de ingrediente ativo (IA).ha-1, aldicarbe a 1.200 ou 1.500 g IA.ha-1 e tiametoxam a 150 ou 200 g IA.ha-1, comparando-os com uma testemunha (sem inseticida). Em um dos ensaios, os tratamentos foram aplicados com densidade populacional de 3,4 cigarrinhas por metro e, nessas condições, imidacloprido e tiametoxam reduziram significativamente as populações de M. fimbriolata por pelo menos 121 dias. No outro ensaio, as aplicações foram feitas com densidade populacional de 9,6 cigarrinhas por metro. Nesse ensaio, aldicarbe na dose de 1500 g IA.ha-1 foi o tratamento mais eficiente, enquanto tiametoxam e imidacloprido apresentaram densidades populacionais da praga inferiores à testemunha somente quando usados nas doses mais elevadas. As reduções populacionais de cigarrinha, em decorrência do uso de inseticidas, não afetaram os teores de açúcar (pol na cana) e fibra, mas possibilitaram incremento na produtividade de colmos em relação à testemunha, atingindo valores de até 15,3 t.ha-1.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/BA.v1.0.36

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Sociedade Entomológica do Brasil