Atividade Biológica de Extratos Orgânicos de Trichilia sp (Meliaceae) sobre Spodoptera frugiperda (J. E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae) em Dieta Artificial

Andreia Matos, Liliane Nebo, Elton Rodrigo Calegari, Luciane Batista-Pereira, Paulo Vieira, João Fernandes, Maria Fátima da Silva, Pedro Ferreira Filho, Ricardo Ribeiro Rodrigues

Resumo


A atividade biológica de extratos orgânicos de folhas e ramos de três espécies de Trichilia (Trichilia catigua A. Juss., Trichilia claussenii C. DC. e Trichilia elegans A. Juss.) foi avaliada sobre Spodoptera frugiperda (J. E. Smith) em condições de laboratório. As folhas e ramos foram secos e moídos separadamente. Os solventes utilizados para a obtenção dos extratos foram hexano, metanol e metanol/água na proporção de 1:1. Os extratos orgânicos foram incorporados à dieta artificial na proporção de 100 mg de extrato para 100 g de dieta e oferecidos a S. frugiperda durante seu período larval. Os parâmetros avaliados foram duração e mortalidade das fases larval e pupal e peso das pupas. Os extratos hexânico e metanólico de folhas e o hexânico de ramos de T. claussenii foram os mais eficientes apresentando alta taxa de mortalidade larval (superior a 60%). Já os extratos de T. elegans, T. claussenii e T. catigua, também afetaram o desenvolvimento do inseto, retardando o desenvolvimento larval em 2,0; 1,3 e 3,2 dias, respectivamente. Os extratos não afetaram o período pupal. Exceto para o extrato hexânico de T. claussenii, os extratos causaram redução significativa no peso de pupas em relação à testemunha. Dentre as três espécies de Trichilia testadas, os extratos hexânico e metanólico de folhas e o hexânico de ramos de T. claussenii se mostraram os mais promissores para uso no controle de S. frugiperda.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/BA.v1.0.39

Sociedade Entomológica do Brasil