Citronella is not a Repellent to Africanized Honey Bees Apis mellifera L. (Hymenoptera: Apidae)

Charles Abramson, Maritza Wilson, Jordan Singleton, Paulo Wanderley, Maria Wanderley, Lynnette Michaluk

Resumo


Experimentos foram realizados a fim de se investigar a repelência de citronela (Cymbopogon winterianus Jowitt) a abelhas africanizadas Apis mellifera (L.) (Hymenoptera: Apidae) no Brasil. Os resultados indicaram que citronela não foi repelente. As abelhas aprenderam facilmente a associação pavloviana entre citronela e aprendizagem. No segundo experimento a supressão condicionada foi usada para se avaliar o efeito da citronela sobre a liberação da probóscida a partir da aprendizagem e pelo estímulo utilizando sucrose. A resposta foi indistinguível quando se ofereceu às abelhas um odor diferente do que havia sido oferecido anteriormente. Os experimentos de laboratório foram confirmados em campo quando a citronela foi aplicada diretamente às abelhas que sobrevoavam as flores da área. As abelhas que receberam o odor de citronela permaneceram nas flores. O valor do potencial de avaliação do repelente usando a aprendizagem é discutido.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/BA.v1.0.40

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Sociedade Entomológica do Brasil