Monitoramento de Ecdytolopha aurantiana (Lima) em Laranjeira Valência com Feromônio Sexual

Pedro Yamamoto, Juliana Molina, Marcos Felippe, Letícia Nociti

Resumo


O bicho-furão, Ecdytolopha aurantiana (Lima), é uma das principais pragas dos citros, devido aos prejuízos causados e ao aumento dos custos de produção. O presente trabalho teve por objetivo avaliar a viabilidade da utilização feromônio sexual ((E)-8-dodecenyl acetato e (E)-8-dodecenol) para monitoramento de E. aurantina, influência do clima e da coloração das armadilhas na captura de E. aurantiana em comparação com a armadilha convencionalmente utilizada e determinar as perdas ocasionadas pelo ataque da praga em pomar de laranjeira ‘Valência’. O experimento foi realizado no município de Araraquara, SP, em pomares de laranjeira ‘Valência’ com 12 anos de idade. Foram escolhidos e demarcados quatro talhões neste pomar, onde foram instaladas as armadilhas plásticas de coloração amarela, vermelha e branca, e a armadilha branca padrão (Ferocitrus Furão®). As avaliações consistiam em contar e retirar machos adultos de E. aurantiana por armadilha e número de frutos atacados em 10 plantas avaliadas aleatoriamente dentro de cada talhão. Não houve diferença estatística entre as cores da armadilha na captura de E. aurantiana. Em todos os talhões, a população da praga permaneceu acima do nível de ação (seis machos/armadilha/semana) na maioria das datas amostradas no decorrer do experimento. Entretanto, não houve danos significativos em virtude da baixa umidade relativa, que provoca diminuição da longevidade e fecundidade das fêmeas. A análise de correlação entre os dados médios de coleta, nos quatro talhões amostrados, com os fatores climáticos foi significativa somente para a temperatura média.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/BA.v1.0.42

Sociedade Entomológica do Brasil