Effect of Used Coffee Grounds on Larval Mortality of Aedes aegypti L. (Diptera: Culicidae): Suspension Concentration and Age versus Efficacy

Marluci Monteiro Guirado, Hermione Elly Melara de Campos Bicudo

Resumo


Em estudo anterior, a borra do café afetou o desenvolvimento larval de Aedes aegypti L. No presente trabalho, foi analisada a duração do efeito na mortalidade larval, de suspensões aquosas de borra do café, nas concentrações 75, 150, 250 e 300 mg/ml. A mortalidade larval nos criadouros experimentais foi acompanhada diariamente: a concentração 300 mg/ml foi a mais eficiente, produzindo 100% de mortalidade até nove dias após o preparo da suspensão. Estes resultados foram observados tanto em experimentos nos quais as larvas permaneceram livres podendo fazer contato com o depósito de borra do café no fundo dos frascos e com o sobrenadante líquido, como também nos experimentos em que as larvas foram mantidas em uma peneira de tela fina imersa na parte líquida da suspensão. Embora a eliminação dos criadouros seja a melhor maneira de controlar o tamanho das populações de A. aegypti, os resultados deste estudo reforçam a validade de considerar a borra do café como um possível auxiliar no controle deste mosquito, principalmente em jardins. A borra do café tem a vantagem de ser livre de custo, pois é o pó deixado no coador e jogado fora depois que a bebida é preparada.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/BA.v2.0.52

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Sociedade Entomológica do Brasil